Cleane Gourmet
gastronomia-francesa-une-cinco-continentes

Gastronomia francesa, bon apetit!

Quando iniciamos um curso de gastronomia com certeza iremos encontrar muitas palavras em francês, não só as receitas, mas utensílios e técnicas que aprendemos com os chefs franceses. Descobrimos a gastronomia francesa.

A grande cozinha francesa não se trata de um prato, ou uma série de pratos de prestígio, senão uma forma de tratar os alimentos, integrando-os, dando como resultado não uma soma de sabores, mas um sabor novo, único. A França tem uma das cozinhas mais variadas, deliciosas e sofisticadas do mundo.

” A cozinha francesa corresponde a tudo o que se afirma dela, porque a França é um país feliz que elabora ao mesmo tempo azeite de oliva e manteiga fina, vinho e cerveja; colhe castanhas e laranjas, centeio e limões: que cria rebanhos, que sabe cuidar suas reservas de caça, e moer seu trigo; e cultiva uma grande quantidade de hortaliças, inclusive as de escasso rendimento; inventa novos tipos de queijo, destila aguardente, rende honra aos chapignons e aos ovos, recolhe mel, fabrica açucar; enfim, não menospreza nada que seja comestível, nem sequer as rãs, nem as trufas”. Por isso os ingredientes essenciais da cozinha francesa são de ótima qualidade. A cozinha francesa é famosa no mundo inteiro.

Os estabelecimentos mais típicos são os restaurantes, bares e os bistrôs. A cozinha francesa tem uma variante conhecida como haute cuisine (alta cozinha), que é a que se pratica  nos restaurantes de luxo pelos chefs.

Cada uma região da França ( ela está dividida em 22 regiões) tem sua própria identidade, de onde se pode descobrir a grande variedade de especialidades culinárias, de folclore e de tradições que nelas convivem. Cada região tem seu próprio setor de atividade, seja no âmbito econômico, industrial, agrícola, marítimo ou turístico.

A fama do bom comer francês é em grande parte responsabilidade da variedade de sua cozinha regional. Os segredos da elaboração de pratos tradicionais são transmitidos de geração em geração. Deste modo, cada região tem conservado sua especialidade. As regiões francesas têm seu próprio caráter, definido tanto pela comida e o vinho, como por sua geografia, história e idioma inclusive. Cada região conta com uma herança única, as especialidades de cada região são um guia cultural e culinário.

24 de setembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Formada em Pedagoga pela Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), sempre fui apaixonada por educação e pela arte de ensinar. Mas descobri uma paixão: a gastronomia. Estudo muito sobre esse universo e me especializei na cozinha profissional e internacional pelo IGA (Instituto Gastronômico das Américas).

Daí veio a receita infalível:
Misturar, com muita criatividade, alegria e amor, o tempero da Gastronomia e Educação na dose certa!

gastronomia-francesa-une-cinco-continentes

Gastronomia francesa, bon apetit!

Quando iniciamos um curso de gastronomia com certeza iremos encontrar muitas palavras em francês, não só as receitas, mas utensílios e técnicas que aprendemos com os chefs franceses. Descobrimos a gastronomia francesa.

A grande cozinha francesa não se trata de um prato, ou uma série de pratos de prestígio, senão uma forma de tratar os alimentos, integrando-os, dando como resultado não uma soma de sabores, mas um sabor novo, único. A França tem uma das cozinhas mais variadas, deliciosas e sofisticadas do mundo.

” A cozinha francesa corresponde a tudo o que se afirma dela, porque a França é um país feliz que elabora ao mesmo tempo azeite de oliva e manteiga fina, vinho e cerveja; colhe castanhas e laranjas, centeio e limões: que cria rebanhos, que sabe cuidar suas reservas de caça, e moer seu trigo; e cultiva uma grande quantidade de hortaliças, inclusive as de escasso rendimento; inventa novos tipos de queijo, destila aguardente, rende honra aos chapignons e aos ovos, recolhe mel, fabrica açucar; enfim, não menospreza nada que seja comestível, nem sequer as rãs, nem as trufas”. Por isso os ingredientes essenciais da cozinha francesa são de ótima qualidade. A cozinha francesa é famosa no mundo inteiro.

Os estabelecimentos mais típicos são os restaurantes, bares e os bistrôs. A cozinha francesa tem uma variante conhecida como haute cuisine (alta cozinha), que é a que se pratica  nos restaurantes de luxo pelos chefs.

Cada uma região da França ( ela está dividida em 22 regiões) tem sua própria identidade, de onde se pode descobrir a grande variedade de especialidades culinárias, de folclore e de tradições que nelas convivem. Cada região tem seu próprio setor de atividade, seja no âmbito econômico, industrial, agrícola, marítimo ou turístico.

A fama do bom comer francês é em grande parte responsabilidade da variedade de sua cozinha regional. Os segredos da elaboração de pratos tradicionais são transmitidos de geração em geração. Deste modo, cada região tem conservado sua especialidade. As regiões francesas têm seu próprio caráter, definido tanto pela comida e o vinho, como por sua geografia, história e idioma inclusive. Cada região conta com uma herança única, as especialidades de cada região são um guia cultural e culinário.