Cleane Gourmet
industrializados

Dicas para escolher produtos industrializados

Produtos industrializados como comprá-los?

A comida industrializada está custando caro para a nossa saúde e o nosso bem estar. As grandes empresas não cozinham mais como as pessoas. Elas tendem a usar muito mais açúcar, gordura e sal do que nós usamos para cozinhar, também dispõem de novos ingredientes químicos raramente encontrados nas despensas para fazer com que seus alimentos durem mais tempo e pareçam mais frescos do que de fato o são. Assim, não é surpresa alguma o declínio do hábito de cozinhar em casa coincidir com o aumento da incidência da obesidade e de todas as doenças crônicas associadas a alimentação.

No entanto, é impossível erradicarmos o  uso de qualquer industrializado na nossa alimentação, principalmente nos dias atuais em que quase não temos tempo de ir  para a cozinha.  Por isso, eu estabeleci alguns critérios no momento de escolher os produtos nas prateleiras do supermercado.

Antes de colocar qualquer produto no carrinho eu leio o rótulo da embalagem. Não é necessário ser nutricionista para entender e ficar esperta com alguns nomes e características.

Alguns critérios que eu uso:

Produtos com glutamato monossódico na lista dos ingredientes;

Observo a ordem dos ingredientes. Se estou comprando um suco, o primeiro ingrediente deve ser o suco da fruta e não água e açúcar

Quando a lista de ingredientes está muito grande e com vários nomes desconhecidos: CUIDADO!!

Procure consumir alimentos em que os ingredientes de preparo você encontre na sua despensa, ou seja, que você possa fazer em casa. E sempre que possível prepare as suas refeições evitando a ingestão de aditivos, corantes, grande quantidade de açúcar, sal e gordura.

Não precisamos ser chefs ou grandes cozinheiros para termos uma alimentação saudável. Dividindo as tarefas na família, preparando o cardápio da semana, a tarefa de cozinhar pode ficar mais fácil do que você imagina.

Fonte: Cozinhar uma História Natural  da transformação. Michael Pollan

 

 

3 de dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Formada em Pedagoga pela Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), sempre fui apaixonada por educação e pela arte de ensinar. Mas descobri uma paixão: a gastronomia. Estudo muito sobre esse universo e me especializei na cozinha profissional e internacional pelo IGA (Instituto Gastronômico das Américas).

Daí veio a receita infalível:
Misturar, com muita criatividade, alegria e amor, o tempero da Gastronomia e Educação na dose certa!

industrializados

Dicas para escolher produtos industrializados

Produtos industrializados como comprá-los?

A comida industrializada está custando caro para a nossa saúde e o nosso bem estar. As grandes empresas não cozinham mais como as pessoas. Elas tendem a usar muito mais açúcar, gordura e sal do que nós usamos para cozinhar, também dispõem de novos ingredientes químicos raramente encontrados nas despensas para fazer com que seus alimentos durem mais tempo e pareçam mais frescos do que de fato o são. Assim, não é surpresa alguma o declínio do hábito de cozinhar em casa coincidir com o aumento da incidência da obesidade e de todas as doenças crônicas associadas a alimentação.

No entanto, é impossível erradicarmos o  uso de qualquer industrializado na nossa alimentação, principalmente nos dias atuais em que quase não temos tempo de ir  para a cozinha.  Por isso, eu estabeleci alguns critérios no momento de escolher os produtos nas prateleiras do supermercado.

Antes de colocar qualquer produto no carrinho eu leio o rótulo da embalagem. Não é necessário ser nutricionista para entender e ficar esperta com alguns nomes e características.

Alguns critérios que eu uso:

Produtos com glutamato monossódico na lista dos ingredientes;

Observo a ordem dos ingredientes. Se estou comprando um suco, o primeiro ingrediente deve ser o suco da fruta e não água e açúcar

Quando a lista de ingredientes está muito grande e com vários nomes desconhecidos: CUIDADO!!

Procure consumir alimentos em que os ingredientes de preparo você encontre na sua despensa, ou seja, que você possa fazer em casa. E sempre que possível prepare as suas refeições evitando a ingestão de aditivos, corantes, grande quantidade de açúcar, sal e gordura.

Não precisamos ser chefs ou grandes cozinheiros para termos uma alimentação saudável. Dividindo as tarefas na família, preparando o cardápio da semana, a tarefa de cozinhar pode ficar mais fácil do que você imagina.

Fonte: Cozinhar uma História Natural  da transformação. Michael Pollan