Cleane Gourmet
cozinhar

Cozinhar: por que e para quê?

Cozinha-se todos os dias em todos os cantos há milhares de anos.
Historiadores apontam o surgimento da cozinha concomitante ao domínio do fogo pelos primatas. Há registros de uma pequena população de macacos, que anteriormente a isso, mergulhava batata-doce em água do mar antes de comê-la, técnica de imersão que constitui um rudimento da cozinha – não se pode negar!
A cozinha apresentou-se à humanidade como um indiscutível artifício de sobrevivência que, somado a influências culturais e religiosas, veio se transformar em arte.
Generosa com quem a ela se dedica, a boa cozinha não impõe caminhos, mas requer coerência.
Incontáveis são os motivos e as histórias que levam as pessoas a se aproximarem do fogão – pense nos seus! Gosto de pensar que é nesse momento que se instala o “gene” da cozinha.
Muitas pessoas não gostam de cozinhar. Mas, atualmente, ir para a cozinha tornou-se uma necessidade. Com o aumento de aditivos químicos nos alimentos industrializados, cada vez mais temos a necessidade de preparar os nossos alimentos de uma forma mais natural e saudável. Não precisamos elaborar pratos sofisticados, mas saber o básico é fundamental nos dias de hoje.
No entanto, muitos sentem dificuldades para cozinhar. Eu costumo dizer que precisamos começar e que os erros irão acontecer sem dúvida, porque eles fazem parte da nossa vida. Em tudo que fazemos corremos o risco do erro. Mas através dele, nós buscamos o acerto e assim aprendemos mais.
Preparar o alimento é você transformar o que a natureza criou em algo saboroso, nutritivo. Cozinhar é alimentar o corpo e a alma, principalmente quando preparamos para alguém.
Cada um tem histórias na cozinha: quando começou, o porquê que gosta de cozinhar, suas receitas preferidas, momentos vividos na cozinha com a família, amigos.

21 de agosto de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Formada em Pedagoga pela Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), sempre fui apaixonada por educação e pela arte de ensinar. Mas descobri uma paixão: a gastronomia. Estudo muito sobre esse universo e me especializei na cozinha profissional e internacional pelo IGA (Instituto Gastronômico das Américas).

Daí veio a receita infalível:
Misturar, com muita criatividade, alegria e amor, o tempero da Gastronomia e Educação na dose certa!

cozinhar

Cozinhar: por que e para quê?

Cozinha-se todos os dias em todos os cantos há milhares de anos.
Historiadores apontam o surgimento da cozinha concomitante ao domínio do fogo pelos primatas. Há registros de uma pequena população de macacos, que anteriormente a isso, mergulhava batata-doce em água do mar antes de comê-la, técnica de imersão que constitui um rudimento da cozinha – não se pode negar!
A cozinha apresentou-se à humanidade como um indiscutível artifício de sobrevivência que, somado a influências culturais e religiosas, veio se transformar em arte.
Generosa com quem a ela se dedica, a boa cozinha não impõe caminhos, mas requer coerência.
Incontáveis são os motivos e as histórias que levam as pessoas a se aproximarem do fogão – pense nos seus! Gosto de pensar que é nesse momento que se instala o “gene” da cozinha.
Muitas pessoas não gostam de cozinhar. Mas, atualmente, ir para a cozinha tornou-se uma necessidade. Com o aumento de aditivos químicos nos alimentos industrializados, cada vez mais temos a necessidade de preparar os nossos alimentos de uma forma mais natural e saudável. Não precisamos elaborar pratos sofisticados, mas saber o básico é fundamental nos dias de hoje.
No entanto, muitos sentem dificuldades para cozinhar. Eu costumo dizer que precisamos começar e que os erros irão acontecer sem dúvida, porque eles fazem parte da nossa vida. Em tudo que fazemos corremos o risco do erro. Mas através dele, nós buscamos o acerto e assim aprendemos mais.
Preparar o alimento é você transformar o que a natureza criou em algo saboroso, nutritivo. Cozinhar é alimentar o corpo e a alma, principalmente quando preparamos para alguém.
Cada um tem histórias na cozinha: quando começou, o porquê que gosta de cozinhar, suas receitas preferidas, momentos vividos na cozinha com a família, amigos.